Home » » Top 10 – Grandes actores e actrizes que voltaram as costas ao cinema

Top 10 – Grandes actores e actrizes que voltaram as costas ao cinema

Uma vez actor, sempre actor. Bem, esta frase feita talvez não seja necessariamente verdadeira, mas as grandes estrelas de Hollywood raramente se reformam como o comum dos mortais por volta dos 65 anos. Talvez seja porque gostem do estrelato, da celebridade, das entrevistas, das idas a festivais. Talvez seja porque é preciso alguém que interprete os múltiplos papéis de idosos que o cinema oferece, inevitavelmente sempre vistos como um passar de testemunho entre gerações. Ou talvez o motivo seja mais simples; o amor à arte, a paixão pela actuação que não os abandona e que tem de ser saciada até que a chama da vida se apague, mas não a chama da memória pois essa está gravada na celulóide. E a verdade é que quantos mais filmes se faz, a probabilidade dessa chama permanecer acesa aumenta. Isto é, em teoria. Vamos recordar DeNiro pelas suas brilhantes interpretações nas últimas três décadas do século XX ou pelo dobro dos filmes que já fez entretanto no século XXI, a maior parte de qualidade extremamente duvidosa?!...

A maior parte dos grandes actores que recordamos trabalharam até ao crepúsculo das suas vidas, ou até a doença os impedir de continuar (como é o caso recente de Jack Nicholson, por exemplo). Os actores da idade de Ouro de Hollywood fizeram longas pausas da sétima arte aquando do ruir do sistema de estúdios e do advento da televisão, mas inúmeros regressaram ao cinema na terceira idade nos anos 1970 e 1980 mesmo que esporadicamente (Jimmy Stewart ou Katherine Hepburn, por exemplo). E ainda hoje trabalham actores como Christopher Plummer e Ian McKellen, e outros como Christopher Lee ou Peter O'Toole estiveram no topo até uma idade extremamente avançada, mesmo com eventuais pausas pelo meio. Jane Fonda, por exemplo, esteve duas décadas afastada até regressar em 2005 e agora permanece em plena actividade. Estas sabáticas, mais ou menos extensas, não são incomuns num exigente meio de pressão mediática (Angelina Jolie ou Josh Hartnett estiveram recentemente alguns anos sem fazer filmes, só para citar dois nomes da Hollywood pós moderna). E até um enorme leque de child stars, após anos de retiro para crescerem e completarem a sua educação escolar (Jodie Foster, Macaulay Culkin, Mara Wilson, Haley Joel Osment) regressaram, de forma mais ou menos bem sucedida, ao meio que os deu a conhecer ao Mundo.

Contudo, de vez em quando, acontece o caso raro; o actor que decide voltar as costas ao cinema completamente, não por velhice, não por doença, mas simplesmente porque o cinema deixou de lhe interessar, ou a fama tornou-se demasiado pressionante, ou porque quer fazer algo de diferente com a sua vida ou dedicar mais tempo à família. Se podemos lamentar a perda que estas decisões ousadas constituem para a sétima arte, temos que admitir que isso ajuda a enaltecer a lenda destes actores e aprendemos a valorizar ainda mais os seus contributos. Aqui está então o meu tributo a 10 dessas mega estrelas do cinema mundial que um dia decidiram pendurar as chuteiras da actuação e seguir em frente com as suas vidas. Um bem haja.


10. Joe Pesci (1943 - )

Top 3 Interpretações: 'Home Alone' (1990), 'Goodfellas' (1990), 'My Cousin Vinny' (1992)

Retirou-se aos: 55 anos

Último filme: Supostamente 'Lethal Weapon 4' (1998), embora tenha feito já duas excepções: uma cena em 'The Good Shepherd' (2006) e o filme 'Love Ranch' (2010)

Porquê: Estar farto da sua persona cinematográfica estereotipada, da indústria e supostamente querer ter tempo para regressar à sua primeira arte: a música.

O que fez da vida: Regressou esporadicamente ao mundo da música, mas basicamente tem-se mantido fora do radar, recusando dar entrevistas e a aparecer em festivais e cerimónias de prémios.


9. Doris Day (1922 - )

Top 3 Interpretações: 'The Man Who Knew Too Much' (1956), 'Love Me or Leave Me' (1955), 'Pillow Talk' (1959),

Último filme: 'With Six You Get Eggroll' (1968)

Retirou-se aos: 46 anos

Porquê: Quando o seu terceiro marido faleceu em 1968, descobriu que este não só havia esbanjado a sua fortuna, deixando-a na bancarrota, como tinha assinado em seu nome um contrato televisivo para o que se tornaria o bem sucedido 'The Doris Day Show' (1968-1973). Findo este contrato, nunca mais actuou.

O que fez da vida: Tal como Brigitte Bardot, dedicou o resto da vida à defesa dos direitos dos animais.


8. Shirley Temple (1928 - 2014)

Top 3 Interpretações: Todo o pack das suas performances infantis, e na adolescência 'The Bachelor and the Bobby-Soxer (1947) e 'Forte Apache' (1948)

Último filme: Com excepção de um par de trabalhos televisivos, 'A Kiss for Corliss' (1949)

Retirou-se aos: 21 anos

Porquê: A sua carreira entrou em declínio, com o pouco sucesso dos seus filmes pós-adolescência e a dificuldade de sacudir a forte associação à sua imagem de infância.

O que fez da vida: Seguiu uma carreira política e foi embaixadora dos Estados Unidos no Gana e na República Checa.


7. Rick Moranis (1953 - )

Top 3 Interpretações: 'Spaceballs' (1987), 'Little Shop of Horrors' (1986), 'Honey, I Shrunk the Kids' (1989) 

Último filme: Com excepção de alguns trabalhos de voz em animação, 'Honey We Shrunk Ourselves' (1997)

Retirou-se aos: 44 anos

Porquê: Ficou viúvo precocemente e tomou a si a responsabilidade de criar os seus dois filhos, fazendo para isso uma pausa no cinema que, nas suas próprias palavras, se tornou uma grande pausa, porque não teve saudades da vida de Hollywood e desejava mais liberdade criativa.

O que fez da vida:  Lança álbuns de comédia, tendo até já sido nomeado para um Grammy.


6. Gene Hackman (1930 - )

Top 3 Interpretações: 'The French Connection' (1971), 'The Poseidon Adventure' (1972), 'Mississippi Burning' (1988)

Último filme: Welcome to Mooseport (2004)

Retirou-se aos: 74 anos

Porquê: Simplesmente achou que já não tinha mais nada para dar ao cinema, visto que as suas últimas personagens eram apenas o estereótipo da sua lenda.

O que fez da vida: Tornou-se escritor, tendo já cinco romances no seu currículo; três de ficção histórica, um western e um thriller policial. Bom para ele.




5. Sean Conney (1930 - )

Top 3 Interpretações: James Bond em 7 filmes; 'The Man Who Would Be King' (1975), 'Der Name der Rose' (1986)

Último filme: 'The League of Extraordinary Gentleman' (2003)

Retirou-se aos: 73 anos

Porquê: Descontente com a Hollywood pós 2000, alguns fiascos de bilheteira (incluindo o seu último filme) e a vontade de desfrutar da reforma.

O que fez da vida: Está realmente a desfrutar da reforma, em longas estadias na sua villa na Grécia e sendo visto frequentemente em campos de golfe.




4. Brigite Bardot (1934 - )

Top 3 Interpretações: 'Le mépris' (1963), 'Vie privée' (1962), 'Et Dieu... créa la femme' (1956)

Último filme: 'L'histoire très bonne et très joyeuse de Colinot Trousse-Chemise' (1973)

Retirou-se aos: 39 anos

Porquê: Cansada da vida na ribalta, dos fãs e dos paparazzi, e da pressão de se manter bela e um sex-symbol.

O que fez da vida: Tornou-se uma acérrima defensora dos direitos dos animais, criando e dirigindo uma fundação para o efeito.




3. Grace Kelly (1929 - 1982)

Top 3 Interpretações: 'Dial M for Murder' (1954), 'The Country Girl'  (1954), 'To Catch a Thief' (1955)

Último filme: 'High Society' (1956)

Retirou-se aos: 27 anos

Porquê: Para casar com um príncipe. Membros da realeza não podem ser actrizes de Hollywood...

O que fez da vida: Tornou-se a princesa do Mónaco.







2. Greta Garbo (1905 - 1990)

Top 3 Interpretações: 'Ninotchka' (1939), 'Queen Christina' (1933), 'Grand Hotel' (1932)

Último filme: 'Two-Faced Woman' (1941)

Retirou-se aos: 36 anos

Porquê: Um conjunto de razões; uma aversão à vida pública, o fiasco crítico dos seus últimos filmes, o advento da Segunda Guerra Mundial e o adiamento de alguns projectos cinematográficos que nunca se materializaram, 

O que fez da vida: Numa palavra: viveu-a, longe das câmaras e do olhar do público.




1. Cary Grant (1904 - 1986)

Top 3 Interpretações: Impossível escolher. Hoje 'Penny Serenade' (1941), 'North by Northwest' (1959) e 'Arsenic and Old Lace' (1944)

Último filme: 'Walk Don't Run' (1966)

Retirou-se aos: 62 anos

Porquê: Principalmente, devido ao nascimento da sua única filha (apesar de 5 casamentos) nesse mesmo ano.

O que fez da vida: Tornou-se um dos executivos de topo da Fabergé

0 comentários:

Enviar um comentário

Porque todos somos cinema, está na altura de dizer o que vos vai na gana (mas com jeitinho).

Vídeo do dia

Citação do dia

Top 10 Posts mais lidos de sempre

Com tecnologia do Blogger.

Read in your language

No facebook

Mais lido da semana

The Boss Baby

Ano: 2017 Realizador:  Tom McGrath Actores principais (voz): Alec Baldwin, Steve Buscemi, Jimmy Kimmel Duração: 97 min Crític...

Quem escreve

Quem escreve
Miguel. Portuense. Nasceu quando era novo e isso só lhe fez bem aos ossos. Agora, com 31 anos, ainda está para as curvas. O primeiro filme que viu no cinema foi A Pequena Sereia, quando tinha 5 anos, o que explica muita coisa. Desde aí, olhou sempre para trás e a história do cinema tornou-se a sua história. Pode ser que um dia consiga fazer disto vida, mas até lá, está aqui para se divertir, e partilhar com o insuspeito leitor aquilo que sente e é, quando vê Cinema.

Visualizações

Seguidores Blogger

Seguidores Google+

 
Copyright © 2015 Eu Sou Cinema. Blogger Templates